Não faço mais do que segui-lo e imitá-lo. Seu nome para os aviadores é uma bandeira. Você é nosso lider   Louis Blériot

1º voo do 14bis  23/10/1906 - 60m a 3m altura         2º voo do 14 bis 12/11/1906 - 220m a 6m de altura

Adélia Borges
Crítica, historiadora de design e curadora. É autora de mais de uma dezena de livros. Entre 2003 e 2007 foi diretora do Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, ocasião em que convidou Guto Lacaz para realizar uma exposição sobre Santos Dumont. Jornalista formada pela USP em 1973, é colaboradora de várias publicações, com textos publicados em sete línguas. Palestrante frequente, já se apresentou em 20 países. Desde 1988 fez a organização e/ ou curadoria de mais de 40 exposições em espaços culturais como Masp, MAM-SP, Itaú Cultural e Museu da Casa Brasileira, em São Paulo; Paço Imperial, no Rio de Janeiro; e Museu Nacional, em Brasília. No exterior, foi curadora de exposições em Amsterdam, Buenos Aires, Hamburgo, Lisboa, Milão, Paris, San Francisco, Tóquio e Barnsley, Sleaford e Wimborne, no Reino Unido. Entre as instituições de que participa, destaca-se o conselho internacional da London Design Biennial.

www.adeliaborges.com

 

 

Alan Calassa

 

 

Alberto Wanderley

 

 

Ana Luiza Martins

Dra. em História Social pela FFLCH - USP, foi técnica, diretora e conselheira do CONDEPHAAT e entre outros é autora de História do Café, Contexto, 2002 (3a edição). Nesse trabalho teve oportunidade de inferir a importância de S=D como agente social decisivo da história brasileira e mundial. Desde então vem rastreando dados sobre o personagem, particularmente na imprensa periódica, sobre a qual desenvolve atualmente programa de Pós Doutorado Senior. Dados completos da atuação profissional podem ser  pesquisados no CV - Lattes do CNPq, onde me encontro com o nome de Ana Luiza Martins Camargo de Oliveira.

 

Átila Borges

 

Carlos Augusto Martins Lacaz

Guto Lacaz

São Paulo 1948

arquiteto pela FAU São José dos Campos 1975

artista plástico

Santos =Dumont designer no Museu da Casa Brasileira 2006 e 2009

Design na Aviação Brasileira no Museu da Casa Brasileira 2017
Site Museu Virtual Santos Dumont 2018

 

 

Carlos Eduardo Martins Lacaz

 

 

Carlos Perrone

 

 

Claudio Lucchesi

 

 

Chico Ortiz

 

 

Dan Palatnik

 

 

Eduardo Prado

 

 

Elson Avalone

 

 

Fernando Catalano

 

 

Fernando Vianna
São Paulo 1970
fotógrafo e designer gráfico
Desenvolveu animação Cavalgada Patriótica para Santos =Dumont designer no Museu da Casa Brasileira 2009
Criou e desenvolveu o site Museu Virtual Santos Dumont 2018

 

 

Flavio Lins de Barros

 

 

Francisco Ortiz

 

 

Gringo Cardia

 

 

Henrique Lins de Barros

 

 

Luciana Garbin

jornalista e curadora da Mostra Santos-Dumont na Coleção Brasiliana Itaú.

 

 

Marcelo Breyne

 

 

Marcos Roberto Palhares

Graduado em Engenharia de Produção e Pós-Graduado em Gestão de Marketing. Palhares deverá representar o Brasil como um dos pioneiros no voo ao espaço pela iniciativa privada no mundo.

Na área corporativa atua nas funções:

– Diretor comercial e Sócio da Agência Marcos Pontes, vendendo viagens extraordinárias e realizando sonhos de pessoas;

– Representante no Brasil da empresa pioneira em turismo espacial - Virgin Galactic, na função de Accredited Space Agent;

–  Representante da empresa Google (Google Partners);

– Presidente da empresa de publicidade online SejaVistonaWeb, fazendo empresas venderem mais e prosperarem;

– Sócio Diretor de Marketing da escola Pioneira em Educação a Distância no Brasil, o Instituto Monitor, promovendo a educação sem fronteiras;

– É Palestrante Motivacional, trazendo inspiração para as pessoas viverem melhor;

– Como escritor, é autor do livro motivacional “O Céu não é o Limite”- da Editora Mchilliard, prefaciado pelo astronauta Marcos Pontes.

Na área social e terceiro setor atua nas funções:

– Conselheiro na Fundação Astronauta Marcos Pontes, contribuindo com a ciência, educação e tecnologia para crianças;

– Conselheiro executivo no Instituto Alberto Santos Dumont, preservando a história, a memória e a cultura deste grande inventor brasileiro;

– Líder Comunitário, agindo para trazer verde, limpeza e segurança no bairro do Brás.

– Voluntário na Darth Vader do bem, trazendo a magia do cinema para animar crianças e pessoas, em especial recebeu homenagem na Câmara Municipal de SP por contribuir em uma campanha de doação de sangue;

– Conselheiro no WAS - World Adventure Society, como Aventureiro e Explorador: abrindo caminhos para a humanidade; em especial foi o primeiro brasileiro a voar um caça de combate Mig-29 na Estratosfera terrestre e o brasileiro que chegou mais fundo no Oceano;

-- Condutor da Tocha Olímpica na Rio 2016.

A Experiência:

Dentre os mais importantes projetos podemos citar: Visita ao Centro de Treinamento de Cosmonautas (Roscosmos – 2009) e ao Jet Propulsion Laboratory (NASA – 2012), treinamento no ATX – Astronaut Training Experience (NASA - 2011), voo na estratosfera (SOKOL - voo em caça supersônico - 2009), Experiência de voo no AirForce One - Voo em Gravidade Zero (2013), Missão Simulada de Marte MDRS – Mars Desert Research Station (2012) como comandante de missão, experiência com exploração de oceano em Submergível - considerado o brasileiro a atingir a mais alta profundidade (2.260 pés de profundidade) e até 2020 está previsto para ser um dos pioneiros no espaço pela iniciativa privada, quando espera regressar o lenço de S=D ao espaço.

 

 

Marcos Villares

 

 

Mário Nogueira Rangel
Nascido em Tabapuã/SP em 28/11/1932.

Foi funcionário autárquico, vendedor, diretor de empresa multinacional, piloto civil de monomotores, diretor e presidente do Aeroclube do Paraná. Esteve em 70 países, trabalhou em 14 deles. Quando ex-presidente do Aeroclube idealizou e organizou o CONCURSO DOCUMENTOS HISTÓRICOS DE SANTOS DUMONT, que recebeu centenas e documentos analisados por 3 importantes entidades culturais de Curitiba, que revelaram aspectos desconhecidos de S=D. Na velhice doou essa documentação para o sobrinho neto de S=D, Marcos Villares, nosso companheiro.

O primeiro colocado no CONCURSO, com documentos que retirou do lixo de vizinho, ganhou uma viagem à França mais mil dólares (que na época era uma bela soma), etc. A importantíssima segunda colocada depois motivou a construção de um monumento a S=D em Foz do Iguaçu, exatamente no local em que ele observou as cataratas, e que pertenciam a um estrangeiro. Por isso S=D foi à Curitiba a cavalo, carro e trem,foi `Pa cana chamada CAVALGADA PATRIÓTICA, quando convenceu o Presidente do Estado a desapropriar essas terras e criar um parque. Guto Lacaz e Fernando Vianna criaram uma arte animada sobre o tema.

Rangel escreveu vários artigos publicados, sobre S=D no Paraná e dois livros, um em segunda edição, sobre suas pesquisas utilizando hipnose em ufologia sobre dezenas de abduzidos por discos voadores, que são naves mais sofisticadas das que S=D criou. Rangel, após 11 anos no Paraná, voltou a morar em São Paulo.

 

 

Neco Stickel

 

 

Oscar Echevarria

 

 

Ozires Silva

 

 

Paulo Florenzano

 

 

Pedro Prado

 

 

Ricardo Magalhães

 

 

Rodrigo Visoni

 

 

Rubens Herédia

MotorBusiness - Produções

Projeto Museu 14 Bis

 

 

Samuel C. Bueno